Menu
 

Embora a cantora Daniela Mercury ter revisto a decisão de fazer um bloco de Carnaval em São Paulo e aceitado pagar as taxas impostas aos forasteiros que faturam alto com o carnaval em São Paulo, Carlinhos Brown que sairia no dia 18 de fevereiro, diz que não tem como desfilar e não pagará a taxa de R$ 240 mil que o prefeito João Doria (PSDB) decidiu cobrar de blocos de fora da cidade para participarem da folia.

"Nesse momento, não tenho nenhuma condição de participar. Os patrocinadores cobrem o trio, estrutura, mas não essa taxa", diz Brown. "Em Salvador a prefeitura também cobra uma taxa, mas recebe todo mundo. Não tem uma coisa de um bloco de fora ser mais caro do que o de dentro. A gente recebe todo mundo. O que soou para nós é até como se não fôssemos bem-vindos [em São Paulo]."

Brown defende que as receitas geradas pelo Carnaval são "muito maiores do que essas taxas". E que a prefeitura deveria arcar com manutenção, limpeza e segurança – justificativa usada por Doria para fazer a cobrança. "Sei que o prefeito está defendendo São Paulo, mas é preciso pensar na cultura brasileira. O Carnaval não tem bairrismo. Chega de muros! Vamos abrir pontes."

Órfão da Lei Rouanet
O eterno espertalhão da Caxirola ainda apelo para a boquinha que acabou junto com o governo petista que tanto defendia e apelou paraa volta da Lei Rouanet. Segundo ele, o Ministério da Cultura deveria interferir no caso. O bloco dele, Black Rock, já tinha certas as participações de artistas e bandas de rock. "Que vou dizer agora ao Sepultura, ao Angra?"

Preta Gil
Já o projeto de Cantora Preta Gil, também desistiu de se locupletar com o dinheiro fácil as custas do contribuinte paulistano e decidiu não participar. O Bloco da Preta, seu bloco de carnaval, após a exigência de João Dória para que os blocos de fora da cidade paguem R$ 240 mil de taxa para desfilar ficará fora da folia. São Paulo agradece!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postar um comentário

  1. Oba. Só por estarmos livres desta corja esquerdista, sanguessugas, parasitas, dependentes do dinheiro alheio, isso já vale por muitos e muitos carnavais do porvir.

    Afinal, não sou brasileiro Sou Paulista.

    Como bem destacou Diogo Mainardi, com toda a propriedade:"Uns países dão ceerto, outros não. O brasil pertence à segunda categoria". Isso é a mais absoluta verdade. Chega de Brasil.

    http://www.saopaulolivre.org/

    http://www.saopauloindependente.org/

    ResponderExcluir

 
Top